domingo, 9 de maio de 2010

Mamãe - Caso verídico


Minha mãe não é melhor do que ninguém, apenas diferente... Exótica digamos assim. Acho que foi dela que herdei meu talento pra interpretação e hoje não poderia ser diferente, nos 'Dia das Mães' falarei sobre ela. Mais pouparei vocês sobre falar de suas qualidades... Vou apenas contar umas de suas histórias e acreditem ou não verídica!!!

“Eram 3 horas da manhã, mamãe foi à porta levar seu namorado, estávamos todos dormindo, minha irmã e eu. De repente mamãe ouve um barulho vindo de nossa área.
- É um bandido estão querendo invadir minha casa, pensou mamãe.
Foi imediatamente me acordar, juro que achei que estava sonhando, de início não quis acreditar, que alguém entraria na casa de alguém ás 3 horas da manhã??... Mas o barulho realmente me fazia crer que tinha de fato alguém na minha área... Mas como fariam pra subir? Era um sobrado, difícil acesso! Peguei uma faca, e fui acordar minha irmã, precisávamos aumentar nosso exército, e ela logo se equipou com sua arma: Um soquete de socar alho. Era o que tínhamos em mãos. Tentávamos acalmar mamãe, mais o barulho persistia Tum Tum Tum.
- Mais que diacho! Por que esse bandido não entra e invade logo? Que tortura!...
Tum Tum Tum, além do barulho assustador, uma sombra passava de um lado e pra outro, víamos por debaixo da porta. Pois é caro amigos estávamos os três de quatro olhando pela brecha da porta. A essa altura, se EU fosse o bandido já tinha invadido, tinha se passado 40 minutos de sussurros, luz acendendo, a gente abaixando, telefonemas... (Mamãe acionou a policia e a vizinhança inteira que solidários estavam na rua com seus respectivos trajes noturnos: camisolas, calcinhas e sutiãs, pantufas, bob’s no cabelo, papel alumínio no cabelo. Juro que é verdade, pijamas enfim... ) A polícia chegou uma hora e meio depois... Tum Tum Tum... Eram uns 9 homens da polícia, todos armados até os dentes, de toucas ninjas, acho que até o esquadrão anti-bomba estava presente... Digno de cena Hollywoodiana, mamãe foi o centro das atenções dos policias, será por que ela estava de pijama transparente com calcinha do Piu Piu??... Mas o clima de tensão era tão grande que não pensamos nem em trocar de roupa para receber os policias, estávamos atentos. A qualquer momento o bandido poderia invadir e nos manter reféns... Tum Tum Tum o barulho persistia. A polícia se posicionou, iam abrir a porta da área... Meu coração pulava, minha irmã ainda armada com o soquete... Eles iam abrir... E... Abriu... Antes tivessem deixado a porta fechada... Senhores... Não, não ouve nenhuma troca de tiros ou coisa parecida, até por que o “bandido” era inofensivo, não oferecia risco... Minha vontade foi de me matar com o soquete que minha irmã segurava... Pois o bandido nada mais era do que o “prendedor de calcinhas" de 1,99 que estava batendo na porta com o vento Tum Tum Tum e fazia sombra quando ventava... Foi um vexame! Minha vontade era de mandar a policia levar minha mãe presa!... Conclusão: Fizemos o B.O e anunciamos pra vizinhança que esperava indócil o desfecho que o bandido conseguiu fugir... He He ... E fomos dormir... Quer dizer tentar!!!...
Feliz Dia das Mães pra todas vcs
Bjoooo da GooOrda

2 comentários:

Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ ANDRÉIA Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Sant'Anna disse...

Fiquei imaginando o mico... kkkkkk
Vc só esqueceu de dizer o que os policiais falaram pra vcs.
Adorei a sua mãe!
Bjks

Patricia Daltro disse...

Morrendo de rir com sua mãe! Alias, você teve a quem puxar mesmo! rs
Como vai? e as peças?
Saudades suas!

 
Subir