domingo, 7 de março de 2010

A força de Drica!

Gentem... Hoje lendo o jornal de "sábado" li a notícia que a atriz Drica Moraes estava fazendo tratamento contra a leucemia. A atriz que começou o tratamento de quimoterapia em um hospital na Zona Sul do Rio de Janeiro, reage bem ao tratamento. Claro que a notícia me deixou um pouco triste, mas fiquei contente em saber que ela já começou o tratamento e com certeza sairá bem dessa, por que "ela é chique benhê" e sua força de vontade em combater a doença, é do tamanho do talento que evapora do seus poros e que eu particularmente já tive o prazer de ver de perto.

A leucemia é caracterizada pela produção excessivas de células brancas (leucócitos) anormais, supervoando a medula óssea . A causa exata da leucemia não é conhecida, mas ela é influenciada por fatores genéticos e ambientais. Como outros tipos de câncer, as leucemias resultam de mutações somáticas no DNA, as quais podem ocorrer espontâneamente ou devido à exposição à radiação ou substâncias cancerígenas, e tem sua probabilidade influenciada por fatores genéticos. O tratamento para os diversos tipos de leucemia é através de medicação que destrói as células malignas (quimioterapia) e com isso o sistema de defesa do organismo, abaixando a imunidade do paciente, que necessita evitar o contato com outras pessoas, para evitar as doenças oportunistas.
O transplante da médula óssea se dá quando o paciente não responde mais aos tratamentos ou em casos da doença mais agressiva, ao contrário que muitos pensam, o transplante da médula não se dá com a retirada e enxerto de nenhum órgão e sim de uma quantidade de sangue sadio e compativél necessário para restaurar a função da médula do portador de leucemia. Os critérios para a realização do transplante estão estabelecidos em protocolos aprovados pelos Comitês de Ética.
O Ministério da Saúde lançou no final de setembro de 2004 uma rede pública de bancos de armazenamento de sangue de cordão umbilical e placentário, a BrasilCord, para o atendimento de pacientes que necessitam de células tronco e que aguardam transplantes de medula óssea. Atualmente, o Brasil soma 2.500 indicações anuais para transplante de medula óssea, das quais 1.500 não encontram um doador com laços de parentesco e compatibilidade genética. (Fonte: Abrale)

Drica, fica aqui a torcida de "Coisas de Glorinha" para sua recuperação.
Bjoooo da Goorda


3 comentários:

Ju disse...

Muita força pra ela mesmo!
bjo

Fabyo Rolywer disse...

Deus está ao lado dela! sempree! vai sair dessa e voltar a arrasar como sempre! ;)

Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ ANDRÉIA Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Sant'Anna disse...

Oi Glorinha!
Menina... eu fiquei sabendo, e estou na torcida pela a Drica; eu gosto muito das interpretações dela... é uma ótima atriz. Que bom saber que ela está reagindo bem ao tratamento.
A Leucemia devia ter mais destaque na mídia, a fila de espera por médula é muito grande.
Bjks e tenha uma ótima semana

 
Subir